Thursday, January 31, 2008

Extra! Extra! Passista é sino!



Acabo de ouvir uma repórter televisiva comentar com uma passista, entrevistada durante um ensaio de Carnaval:
– Nossa! Você soa mesmo de tanto sambar!
Deve ser a primeira passista que, além de sacudir as cadeiras, emite sons, como um sino, campanhia ou coisa parecida. Pena que a repórter não tenha perguntado que som era esse, pois, se a dançarina emitisse som de pandeiro, nem precisaria da bateria (percussion band em inglês) no desfile de Carnaval!
Imagino que, para conseguir esse feito, a passista deva precisar suar a fantasia!


Feliz Carnaval a todos os leitores!!! Espero que encontrem dessas passistas que soam. Devem ser fascinantes de se ouvir! :-)

Wednesday, January 30, 2008

Enigma da passista decifrado!


Li no ótimo livro O Erro de Descartes:

"Poucas coisas podem ser tão salutares quando se encontra um obstáculo intelectual como dar umas férias ao problema ou a nós próprios."

E acho que é verdade. Quando paramos de pensar em um problema, muitas vezes a solução aparece.

Como vocês leram em minha postagem anterior, eu estava intrigada querendo descobrir que som a passista fazia ao sambar. Pois depois de uma noite de sono, acordei e lembrei que a própria passista tinha respondido a essa pergunta no meio da entrevista, e eu não tinha percebido.

Quando a jornalista perguntou o que ela fazia para manter a forma, achei que a passista havia respondido "Para manter a forma, opÍto pela salada."

Na hora, achei que ela estava apenas pronunciando errado a forma da primeira pessoa do presente do verbo optar que, como todos sabemos, tem -p mudo e é pronunciado /Ópto/ mas, provavelmente, a passista estava dizendo que APITAVA pela salada, ou seja, pedia uma salada apitando. Como já sabemos que ela soa, então, posso concluir que o som que ela faz seja de apito mesmo, não de sino. Samba, soa feito um apito e usa esse recurso para pedir uma salada.

O que vocês acham da minha tese?


Tuesday, January 29, 2008

Para os fãs de biografias

Minha amiga Lea e meu aluno André gostam muito de ler biografias.
Então, hoje a mensagem é em especial para eles e para outros fãs de histórias sobre a vida dos outros.
Antes que me perguntem, ler a Revista Caras não conta como leitura de biografias!

A leitura de biografias pode ser muito inspiradora, dependendo é claro, do personagem biografado.

Então, aqui fica a dica de um texto em inglês com som sobre Cristóvão Colombo. Ao passar o cursor sobre os ícones de páginas, vê-se o texto em espanhol. Dá para treinar inglês ouvindo e lendo junto da narradora.

Wednesday, January 09, 2008

Perder a hora em inglês dá o que falar!

Caros leitores,
Felicíssimo 2008!
A ano nem bem começa e os brasileiros já estão preocupados com o horário. E depois dizem que somos um povo preguiçoso!
Como a expressão "perder a hora" em inglês desperta interesse volta e meia na Internet,
resolvi repeti-la.
Leia os posts e aproveite os comentários dos leitores.
Aqui e aqui.
Beijos a todos e um ótimo ano de 2008!
Ana