Wednesday, January 30, 2008

Enigma da passista decifrado!


Li no ótimo livro O Erro de Descartes:

"Poucas coisas podem ser tão salutares quando se encontra um obstáculo intelectual como dar umas férias ao problema ou a nós próprios."

E acho que é verdade. Quando paramos de pensar em um problema, muitas vezes a solução aparece.

Como vocês leram em minha postagem anterior, eu estava intrigada querendo descobrir que som a passista fazia ao sambar. Pois depois de uma noite de sono, acordei e lembrei que a própria passista tinha respondido a essa pergunta no meio da entrevista, e eu não tinha percebido.

Quando a jornalista perguntou o que ela fazia para manter a forma, achei que a passista havia respondido "Para manter a forma, opÍto pela salada."

Na hora, achei que ela estava apenas pronunciando errado a forma da primeira pessoa do presente do verbo optar que, como todos sabemos, tem -p mudo e é pronunciado /Ópto/ mas, provavelmente, a passista estava dizendo que APITAVA pela salada, ou seja, pedia uma salada apitando. Como já sabemos que ela soa, então, posso concluir que o som que ela faz seja de apito mesmo, não de sino. Samba, soa feito um apito e usa esse recurso para pedir uma salada.

O que vocês acham da minha tese?


2 comments:

Gui said...

Tia,
acho sua tese coerente com o contexto do feriado em que estamos, porém devo destacar que acredito que a data tenha alterado as suas tarefas diárias levando você ao estágio de "muito pouco ocupada ou desocupada", já que tem tido tempo de postar no blog e desenvolver teorias um tanto complexas sobre passistas e apitos.
Mas tudo bem! No final ganhamos dois posts muito bem humorados!

Beijos,
Gui

Ana Scatena said...

Ledo engano, caro sobrinho.
O estágio está em "sem vida social no Carnaval, por causa de uma tradução; portato, com tempo às 10h40 do Domingo de Carnaval para colocar postagens no blog"!
Adorei seu texto:
Bem humorado, irônico e muito bem escrito! Volte sempre!!!