Thursday, August 17, 2017

Prepare-se para o TOEFL

Para preparar-se para o TOEFL, o exame que atesta o nível de suas habilidades lingüísticas em inglês, o ideal é primeiro avaliar seu nível e confrontar com o nível desejado. Se for para um trabalho ou para fazer um curso no exterior, a empresa ou a escola geralmente determinam qual o score mínimo para ser aceito.
A partir daí, é preciso traçar um plano de estudo e metas intermediárias a serem alcançadas durante o processo.
Sozinho, ou com a ajuda de um professor, o candidato deve avaliar quais áreas precisam ser aprimoradas: compreensão oral, fluência, leitura ou redação.
Além disso, é preciso conhecer bem o exame e fazer simulados completos com freqüência, pois o score pode ficar prejudicado se o aluno não estiver acostumado a ficar sentando respondendo a perguntas escritas e orais em inglês por cerca de 4 horas seguidas, com intervalos curtíssimos entre uma sessão e outra da prova.
Para saber como é o exame, registre-se de graça no site oficial da empresa que realiza o TOEFL. Com o registro feito você terá acesso a um tour pelo exame. Além disso, há também free samples (simulados grátis) de partes do exame que ficam disponíveis assim que você entra com seu log in após registrar-se.
Depois, reserve duas horas seguidas em ambiente sossegado e faça um teste inteiro sem intervalo (compre ou empreste o Guia Oficial do Toefl). Ao final do teste você receberá um score inicial estimado de seu nível.
Compare esse resultado com o score que deseja alcançar e planeje seu tempo de estudo, que deve ser diário.
Há testes que podem ser comprados no site oficial, mas já aviso que diversos alunos meus receberam o software em CD com esses materiais, mas o CD não roda nem por decreto. Assim, se houver a opção de baixar o material direto para sua máquina, prefira essa versão, ou compre o  Guia Oficial.

O site oficial oferece a possibilidade (paga!) de se fazer um simulado e receber o score detalhado de cada sessão da prova. Para quem quiser fazer esse investimento, acho que vale a pena, pois é o único site com simulados criados pela mesma instituição que oferece o exame.
Faço um alerta aqui que há vários sites com simulados que podem servir para praticar, mas, para se ter uma ideia mais aproximada de qual seria o score real do candidato, recomendo fazer os simulados publicados em livros publicados pela ETS ou no site da ETS. Digo isso com base em minha prática, pois não tenho qualquer vínculo com a empresa.
Além disso, o candidato deve levar em consideração que, de acordo com estatísticas da própria ETS, os resultados finais, comparados aos dos simulados, podem variar em até 14%, para cima ou para baixo. Ou seja, se em um simulado você conseguir 100 pontos, por exemplo, no exame real essa nota pode ficar até 14% maior ou menor. Na minha prática observo que, por conta dos fatores emocionais no dia do exame, as notas tendem a ser menores, embora haja pessoas que consigam notas maiores no exame real do que nos simulados.
Tudo isso deve ser levado em conta por quem está se preparando. Por isso, sempre é bom ter o acompanhamento de um especialista, não necessariamente para aulas, mas  para orientação sobre qual estratégia seguir. Pessoas menos disciplinadas em geral vão precisar de uma tutoria mais específica, com aulas semanais.
Se quiser saber mais, deixe sua pergunta aqui. 





Clipart gratuito aqui.