Wednesday, September 23, 2009

A aprendizagem mediada na empresa

Este post vai em resposta à Sandra Barros, que me fez uma pergunta sobre como a aprendizagem mediada pode ser aplicada à empresa.
Isso pode acontecer de várias maneiras, dependendo dos motivos, das necesssidades e do orçamento destinado ao desenvolvimento de pessoal.
Uma das formas de se trabalhar é aplicando o P.E.I., que utiliza material didático específico para desenvolver habilidades de raciocínio e comunicação, por meio do diagnóstico das funções cogntivas que o indivíduo esteja subutilizando. Esse processo todo leva em média de 200 a 300 horas e tende a produzir resultados positivos e observáveis no que se refere à diminuição de retrabalho, maior eficiência e menos desgastes por mal entendidos na comunicação.
Outra maneira de melhorar a comunicação é por meio de oficinas periódicas, em que se trabalha com materiais da própria empresa, por exemplo: gráficos, relatórios, manuais de instrução, etc. O mediador aplica a metodologia para que os mediados consigam pensar de maneira clara, precisa e objetiva sobre as tarefas a serem desenvolvidas, sejam elas a redação ou leitura de um relatório, a interpretação de um gráfico, a análise ou redação de um manual, etc.
Nesse caso, o programa é feito sob medida e utilizando-se os critérios de mediação durante a EAM (experiência de aprendizagem mediada), sem que se aplique, necessariamente, o P.E.I, que é um programa com conteúdo e forma definidos pelo ICELP, que é centro que orienta os cursos de formação de mediadores, hoje ministrados em quase todo o mundo. 
Para saber mais, leia o texto que anexei ao post ou deixe aqui seu comentário. Adorarei conversar sobre o assunto com vocês!



O clipart deste post é grátis e está aqui.

3 comments:

Sandra Barros said...

Fantástico. Acredito que poucos conheçam a aplicação desta metodologia em empresas. Obrigada pelos esclarecimentos.

Ana Scatena said...

Foi um prazer, Sandra.

Sandra Barros said...

Relendo seu post onde você sugeri duas abordagens: um trabalho individualizado de 200 a 330h por mediado o que daria quase 38 dias de 8h de atividade. Acredito que essa solução as empresas nao utilizariam (se entendi a “solução”). A outra é trabalhar com oficinas onde cada mediado, usando atividades do dia a dia, melhoria sua capacidade de uso cognitivo aumentando assim (provavelmente) sua produtividade. É isso?