Monday, February 29, 2016

Como aprender inglês (ou outra língua)

Muitas pessoas me perguntam qual a melhor maneira para aprender inglês. Minha resposta é sempre a mesma: depende...
Para quem é adulto, o principal é ter disciplina e não acreditar em mitos.
Há pesquisas que demonstram que, para quem mora em um país onde o inglês não é a primeira língua,  é mais fácil para o adulto aprender do que para a criança, ao contrário do que reza o mito popular. Assim, a afirmação de que se aprende com mais facilidade quando se é criança só é estatisticamente válida quando se mora em um país de língua inglesa.
Então, adultos, deixem de lado essas crenças infundadas, arregacem as mangas e peguem o mouse!
Aqui vão dicas para quem não sabe nada ou sabe muito pouco de inglês e que não fala nenhum idioma além do nativo português:
1) Acostume-se com os sons do inglês. Há sites gratuitos que podem ajudar:
a) Neste, clique no ícone do alto-falante para ouvir a pronúncia do som. Quando há diferença entre a pronúncia americana e britânica, clique no botão correspondente para comparar. AM = americana; BR = britânica.
Ouça e repita tantas vezes quantas achar necessário até se sentir confortável pronunciando os sons e palavras. Vá fazendo isso até se sentir bem pronunciando todos os sons do idioma.
Para quem precisa de variedade para se manter motivado, é só alternar a prática da pronúncia com as outras dicas que dou aqui.
2) Em seguida, aprenda os nomes das letras em inglês. Este site aqui é para crianças, mas é bem instrutivo. Saber pronunciar as letras é muito útil em viagens, quando temos de soletrar nosso nome, por exemplo, o que é frequente em hotéis ou para fazer reservas em restaurantes.
3) Saber entender e falar os números também muito útil em viagens.
4) Quando estiver confortável com os sons, letras e números, comece a treinar mais vocabulário básico, como os nomes de alguns alimentos, por exemplo. Sempre é bom saber pedir o que comer numa viagem, certo? Saber as partes do corpo também é útil. Vai que a comida não caia bem, é bom saber dizer para o médico onde dói! :-)
5) Ouça músicas em inglês, aprenda as letras e cante junto! Isso tem um potencial enorme para melhorar seu vocabulário e compreensão oral, além de ajudar no desenvolvimento da fluência. As palavras aprendidas com música fixam-se muito mais em nossa memória do que as aprendidas pelos métodos tradicionais. Descubra mais sobre esse modo de aprender idiomas aqui.
E inscreva-se gratuitamente aqui no blog, para receber as atualizações. Deixe suas dúvidas e comentários. Vou adorar ler! Beijos e bons estudos!


Clipart do apaixonado pelo computador aqui.


12 comments:

tales henrique prestes de araujo said...

Há pesquisas que demonstram que é mais fácil para o adulto aprender do que para a criança que mora em país onde não se fala o inglês- mentira e verdade ou seja depende eu aprendi um inglês bom e estavel por um ano tenho 9 anos e sou o mais inteligente da minha turma e qualquer criança poderia aprender outra língua só depende da manera que se aprende uma criança tem resepitores e neuronios muito melhores do que de um adulto mais a inda não treinado uma criança que já tem um intemdimento avansado das coisas poderia criar muito mais que um adulto essa coisa só é verdade por que as crianças não tem a cabeça treinada isso por quasa do meio ambiente em que vivem

Ana Scatena said...

Na verdade, Tales Henrique, essa visão de que a criança tem o cérebro plástico e o adulto não, a neurociência está mostrando ser um tantoequivocada. Cada dia surgem mais indícios de que a plasticidade cerebral se mantém por toda a vida, desde que saibamos estimular nosso cérebro. Mas você está correto ao dizer que muito depende do estímulo do ambiente para aprendermos melhor.
Volte sempre ao blog para enriquecê-lo com seus comentários e observações.

Onacyr Junior said...

Ana, gostaria de dividir com voce minha frustacao atual...Estou estudando em Ingles no Canada (Toronto) faz 6 meses, mas sinto que meu desempenho esta lento porque estou no mesmo nivel a 3 meses. Estou seguido algumas orientacoes recebidas no Brasil antes de vim para ca, como por exemplo: Evitar andar com brasileiro. Cheguei aqui com o basico do Brasil, ou seja, 0 (somente o verbo To Be). Meu visto expira em Jul/13, mas estou providenciando a extensao para o final do ano. O que voce me aconselha para lidar com essa frustacao do aprendizado e como poderei acelerar o apredizado?
Obrigado,
Onacyr Jr

Ana Scatena said...

Onacyr, que pena que você está sentindo que seus esforços não estão rendendo os frutos que você esperava.
Fica difícil eu te aconselhar porque não conheço o curso que você está fazendo.
Mas vou te fazer algumas perguntas e dar algumas sugestões que talvez possam ser úteis:
Você tem feito avaliações na escola para verificar seu nível ou essa é uma percepção sua, de que está no mesmo nível?
Será que você entrou no nível adequado ou foi inscrito em um nível acima do seu?
Seu professor aí e a escola seriam os mais indicados para te avaliarem e proporem o que você deve fazer para melhorar. Se isso não estiver acontecendo, procure o coordenador e peça ajuda para identificar seus problemas e como melhorar.
Talvez você precise de alguém com quem estudar, praticar, tirar dúvidas.

Também Pode ser que a escola não tenha o curso mais adequado para seu modo de aprender.
Como você se sai nas aulas? Consegue acompanhar? Estuda depois? Tenta praticar?
Tente descobrir com outros alunos como eles estão se sentindo e se podem ajudá-lo a estudar e a praticar o idioma.
Não sair com brasileiros é uma boa ideia, mas seria bom você procurar situações em que possa praticar o idioma. Tente puxar conversa com as pessoas quando for fazer compras ou visitar um museu, por exemplo.
Bem, essas são algumas dicas muito gerais. Eu precisaria saber mais sobre você para entender por que você sente que seu progresso está tão lento. Se quiser, dê mais detalhes. Bons estudos!

Holly said...

Awesome!

Ulisses Wehby de Carvalho said...

Ana, tudo bem?

O texto está excelente! Muito obrigado pela menção ao Tecla SAP.

Abraços

Ana Scatena said...

Obrigada, Ulisses! Um elogio seu vale por mil. E sempre é um prazer citar seus textos.

Ma Lu said...

Boa noite, Ana!
Desculpe-me, mas queria fazer uma pergunta que não está diretamente ligada a esse post. Não sei se posso...mas vou tentar. Há um jogo chamado "Go Fish", mas o correto não seria "go fishing"?

Ana Scatena said...

Oi, Ma Lu.
Obrigada por participar.
As duas possibilidades estão corretas, dependendo do contexto.
Num jogo de cartas, quando alguém diz "compre uma carta", em inglês o correspondente é "go fish".
Já para a atividade de ir pescar, sair para pescar, se diz "go fishing". Por exemplo: "My father likes to go fishing." ("Meu pai gosta de sair para pescar.")
Esclareci? Volte sempre que precisar. Vai ser um prazer esclarecer suas dúvidas.
Um abraço!
Ana

Cherada Salvador said...

Gostei muito, excellent work! - said campus de verano en tarragona

Maicon said...

Estou aprendendo inglês e amei suas dicas!

Ana Scatena said...

Maicon, que ótimo! Espero poder ajudar. Volte sempre e deixe suas dúvidas para eu responder.