Tuesday, June 08, 2010

Quer fazer um lanche ou prefere um snack?


Já falei aqui o que penso do uso de palavras em inglês quando temos uma palavra em português  que funciona exatamente do mesmo jeito.
Hoje no almoço consegui me irritar mais uma vez com essa praga que assola nosso idioma: o uso desnecessário de palavras emprestadas de outras línguas só para "falar bonito" ou, nesse caso que descrevo, glamurizar um produto. Ainda mais quando a palavra sendo substituída já era um empréstimo, que foi aportuguesado!
Um fabricante de sopas instantâneas oferece em uma promoção em um restaurante: a cada refeição você ganha um pacotinho da tal sopa (Eca!) para o "snack (= lanche) da tarde"... Gente, é sopa instantânea! Pode chamar o lanche do que quiser que vai continuar sendo a mesma gororoba cheia de química.
Já pensou você chegar no escritório, lá pelas quatro da tarde e perguntar: Alguém quer fazer um snack?
Ou na faculdade: Pessoal, já vou encontrar vocês para fazer a pesquisa, mas preciso fazer um snack antes.
Quem será que tem essas ideias, hein? Quero dizer: quem pensa em escrever num folheto de propaganda (ou preciso dizer flier, que é como dizem folheto em português hoje em dia...?): "Ganhe uma sopinha para seu snack da tarde?" Será que a pessoa acha que chamar lanche de lanche diminui o apelo do produto? O que você acha, leitor? Dê sua opinião. Vou adorar ler. Enquanto isso, vou fazendo um lanchinho aqui... :-) Ou seria melhor dizer merendinha?








A mulher irritada veio deste site de clipart gratuito.

1 comment:

Danilo said...

Ana, I agree with you! Odeio ver este tipo de coisa. Por exemplo, há um carrinho de "hot-dog" próximo à Escola que faço o meu curso de Inglês. E o nome dele é: "Fulano"'s Hot Dog's. Não era mais fácil escrever Cachorro-Quente (Hot-Dog) do Fulano. Não é um termo escrito em uma língua estrangeira que fará com que o produto seje melhor. Parabéns pelo post!