Tuesday, December 05, 2006

TOEFL

O TOEFL (Test of English as a Foreign Language) passou por muitas mudanças desde 1991, quando comecei a preparar alunos para o exame.
A última mudança, implantada no Brasil a partir de outubro de 2006, foi a que mais me agradou. Acho que o exame ficou mais difícil, porém mais adequado para avaliar as habilidades lingüísticas do aluno. Também acho que passou a exigir habilidades de raciocínio mais elevadas do que as necessárias anteriormente, quando a memória era a capacidade preponderante.
Hoje em dia, para estar bem preparado, o aluno precisa saber, além do inglês, como extrair e resumir conteúdo de textos escritos e orais. Isso requer o uso de funções cognitivas como levantamento de dados com precisão e exatidão, consideração de mais de duas fontes de informação e discriminação entre dados relevantes e irrelevantes, para citar apenas algumas. Tudo isso tem de ser ativado em pouco tempo. Assim, o aluno precisa desenvolver essas habilidades juntamente com seu conhecimento de língua inglesa, se quiser obter um bom resultado.
Pretendo postar mais dicas sobre o exame nas próximas semanas.
Para visitar o site (sítio, em português) oficial do exame, clique aqui.
Se quiser mais informações sobre como preparar-se, deixe uma mensagem aqui, ou mande-me um e-mail: ana.scatena@gmail.com

1 comment:

Guilherme said...

Gostei desse! Esse é pra mim, faz tempo que eu quero fazer o TOEFL... mas preciso me preparar...

Bjos!